terça-feira, 29 de junho de 2010

À mais bela preta!


Sorriso único, face arredondada, personalidade a flor da pele, cheia de querer, afetos e dengos... Faz-me falta sua presença, seus conselhos, sua disposição em me querer bem. Todo seu molejo de mulher preta não foi em vão, todo suor e lagrimas no semblante és lembrado a todo o momento, não deixarei esmorecer a tua lembrança e teus ensinamentos, pois sou teu filho e muito me orgulho de tu, mãe preta, mãe mulher, e por muitas vezes homem – que a mim direcionou a ser o que por muito tempo fomos privados. [Luta; sangue; lágrimas e nostalgia]

13 comentários:

Macaco Pipi disse...

isso aeee
bem original!

Ítalo Richard disse...

Muito bom, lindo texto. Parabéns! Temos que ter orgulho de quem somos.

www.todososouvidos.blogspot.com

Claudia disse...

Olá.
Bom li o texto, eu gostei mas nao sei fazer um comentario a altura. Escreve bem e tal..Tenho apenas que parabeniza-lo.
bjs

Plugaaki disse...

que texto bom! nostalgia dos meus tempos de escravo.... BRINKS kkkkkkkkk

Isa Dora disse...

q lindo Bongos =´)

é um amor que nunca morre.

Taisa Ferreira disse...

Tão profundo...
Gostoso ver seu lado romântico surgir.
Amor eterno este!
Xeru na alma!

deh ramos disse...

por falar em ler, venho sempre aqui também! nao esqueci do nosso post-conjunto nao, viu? tenho andado muito relapsa esses dias.. mande notícias!

e-mail/msn: lari_sramos@hotmail.com

Fernanda Rodrigues (Fê_Notável) disse...

Primeira vez aqui e me deparo com o um texto curto porém profundo em suas emoções :)
Gostei mesmo!

=*

^^Kell^^ disse...

Muito profundo! Amor e saudades quando se juntam...ai ai... Saudades enormes da minha mamãe também!!

Anônimo disse...

Querido Johnny,
sei muito bem a quem se referes nesse seu belíssimo texto, de fato, todas essas palavras definem perfeitamente aquela grande mulher. Lindo mesmo.
É isso.
Na escuta.
lilo

Suelen Braga disse...

Obrigada pela visita que me fez chegar ao seu espaço e me encantar, lindo texto, linda homenagem..

Estou lhe seguindo
Beijo grande =*

Nanda Matos disse...

adorei o texto
amor incondicional.

Fábio Flora disse...

Bela parágrafo, cheio de ritmo e ginga. Abraços e sucesso com o blog!