sexta-feira, 27 de março de 2009

Geografia Professor Trabalho Estágio.
O balanço da semana foi de muita correria em busca de um abençoado trabalho, vou compartilhar com vocês dois episódios marcantes.

O primeiro aconteceu com um convite de um amigo meu para lecionar, na Escola a qual ele é professor, de imediato aceitei o convite. Ele falou com a coordenadora da referida Escola que fica localizada no bairro de Cajazeiras XI, pronto, fiquei no aguarde de uma resposta e sem demora recebi uma ligação da coordenadora, pedindo minha presença na Escola para acertar o contrato. Acordei cedo na maior disposição, chegando ao destino fiquei aguardando a coordenadora chegar ao estabelecimento. Quando ela chegou conversamos, uma conversa bem descontraída, ela se queixando que não poderia está na coordenação e na sala de aula, e necessitava passar a função de professor para outra pessoa e em garantiu que estava tudo certo, só iria espera a Diretora retornar a Escola, pois ela estava afastada por motivo de saúde, para enfim assinar o contrato e eu começar a ministrar as aulas. Pronto fiquei feliz e fui pra casa, certo de está com um estagio garantido. Passaram-se alguns dias e nada de resposta, eis que em uma manhã ela me liga falando que era pra eu ficar tranqüilo, pois a diretora ainda estava afastada da Escola e assim que ela retornar eu já poderia assumir a turma de onde ela parar. E lá se vão três semanas.
Na mesma semana recebi um telefonema de uma agência de RH, com uma oportunidade de estágio. Foi a mesma emoção, no dia seguinte fui levar meu currículo e logo fui encaminhado para a Escola, na Avenida Suburbana. Logo quando vi que era uma Escola particular, fiquei triste, mas fui com personalidade, à conversa com a diretora foi rápida ela ainda brincou comigo falando que eu era jovem e “descolado”, deu até vontade de da risada, mas tudo bem. Nessa vaga eu estava disputando com uma colega minha lá da Universidade, Aline. Até hoje não sei o resultado da entrevista.

Nessa história, acho que só fiz gastar o dinheiro do transporte, já não tenho muito ainda gastando em vão vou ficar na miséria, exagerei, mas, bem que Barack Obama poderia me ajudar nessa árdua busca por um emprego, se eu falasse inglês fluente eu iria pra os E.U.A, lá deve ter emprego[HAuHAUAHuahA], mas não falo, malmente um espanhol pé de chinelo.
_________________________________________________________________
“Mesmo sem dinheiro eu vou levando a vida desempregado, falido, preso num beco sem saída. Duro, mas mantendo a minha auto-estima vou começar uma nova trajetória de cabeça erguida”. [Mc Baga]

domingo, 22 de março de 2009

Entrevista do filho do capeta



Inspirado na série Hermes e Renato da MTV, dois colegas meu, Fernando Barros (O Padre que medo) e Tiago Bagues (O suposto filho do capeta), que moram comigo na Residência Universitária da UFBA, em mais um dia de ócio – que por aqui tem que ser produtivo – eis que esses indivíduos gravam um vídeo, muito tosco, e divulgam no you tube, alcançando o incrível número de acesso de aproximadamente 10 mil visualizações.


É incrível a tosqueira que esses malucos fizeram, eu quando vi não acreditei! Vocês podem assistir a esse vídeo na integrar, logo a baixo, eu fiz questão de compartilhar com vocês mais esse episódio de DIVERSÃO desse Blog Anti – Social.


video



Ainda vocês podem acompanhar esse vídeo na versão original clicando aqui, vai ser impossível vocês não darem muitas risadas.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Minha Voz
Nunca havia percebido, antes, o poder de minha voz, mas de algum tempo pra cá venho escutando alguns comentários a respeito. Me chamam por ai de voz de bebê, voz de criança, voz manhosa e muito mais. E quando falo que canto rap ninguém acredita, mas tenho plena convicção do poder de sedução que minha voz possui, descobrir isso há pouco tempo e estou me achando agora! Volta e meia ouço alguém dizer - “Um homem desse tamanho com essa vozinha”, ou então, “não consigo associar você com sua voz, isso é muito estranho”.

O que importa é que estou “bem na fita” com minha preta e adjacentes, sem pretensão nenhuma. Pra conquistar tenho que usar o poder de minha voz e isso é cansativo, queria poder usar só o olhar de cafajeste, mas agora tenho que ta falando e falando e quanto mais falo elas querem ouvir minha voz, é por essas e outras que passo horas e horas no telefone, vou dá um tempo.
Te peguei pela voz, te pego pela voz, te pegarei pela voz e sempre terás a minha voz para te acalentar e te proporcionar fogo, sem precisar comer paçoca ou tomar Catuaba Selvagem. Minha voz também bate onda!

domingo, 15 de março de 2009

Melhores Beatmakers da City












Classe A Beat, são os beats produzido por DiegØ-157, integrante do grupo 157 Nervoso que disponibilizará no mercado ainda no primeiro semestre de 2009 seu primeiro CD denominado, A cria rebelde. Seus beats tem a pegada de um bom jazz e músicas clássicas de deixar qualquer Mc, na verdade não é qualquer mc são só os clássico, “babando” na vibe para poder botar o flow em cima dessas batidas.

“O gueto chora, sangra e sofre. O boy aplaude, ri e alimenta o fogo da nossa destruição. Fogo esse que deu uma roupagem de Pit Bull raivoso as novas crias do gueto contemporâneo e faz com que a chama obrigue os patrocinadores da nossa miséria a se refugiarem em condomínios com cercas eletrificadas, andarem com blindagem no carro e perderem a liberdade”.



De la Rua Beats



Esses beats são de responsabilidade do Mc Coscarque, o mc mais free style do universo, ele é integrante do grupo Versu2, que está com previsão de lançamento do seu CD para 2009, pelo selo positivoz. Esse cd vale apena ter em casa, porque ele é: A arte da segueira x A crise do silêncio.


A influencia desses beats está voltada numa esfera gigantesca de música a exemplo temos: J. Dilla, krs One, Marley Marl, 9th Wond, Kanye West, Hi-Tek, Peter Rock, Raw, Babu, Premier, Common, Mos Def, Main Flow, Diego 157, Novos Baianos, Kamau, Ivete Sangalo, Sinho Representativo, entre outras genialidades da música mundial.



“A rua e toda sua arquitetura mágica que me fascina e mostra a vida existente nos rumores pra uns e musica clássica pra outros”.




Beats Paralelo




Gilmar Carvalho, instalador de som de profissão, já foi pinchador-grafiteiro e agora é beatmaker. Descobriu o poder de fazer acontecer com o DJ TSR que lhe apresentou logo de cara o software chamado Ejay Hip Hop e logo em seguida veio o Sound Forge que é o grande companheiro de quem trabalha no ramo musical. A partir de então foram feitas varias gravações em casa com amigos utilizando seu velho PC, recebendo um convite para fazer parte da equipe NDM Stúdio, surpreso resolveu entra de cara e obtendo maior experiência, recebendo logo um convite para participar da equipe do Elemento X assim conhecendo realmente o meio profissional de fazer rap. Hoje, usuário assumido do FL Studio, tomar como ponto de partida fazer experiência e reproduzindo tudo em seus beats que já são apreciados por vários.


Podemos acompanhar e fazer o download de seu trampo aqui: Jumàh.

sexta-feira, 13 de março de 2009

Geografia da África









Fiz questão de fazer uma compilação de informações geográficas da África e expor-las para os leitores desse blog, que momento é denominado como Anti-Social.








A África é um continente culturalmente muito rico, o berço da humanidade que também é conhecido como velho mundo. Com uma área total de 30.230.000 km², predominância da população rural, tendo o Islamismo como religião com maior numero de fieis, sendo composta por 53 países independentes.

Na África se encontram quase 2/3 dos portadores do vírus HIV do planeta, o avanço de epidêmias e o agravamento da miséria, levam esta região quase ao caos total. Algumas nações alcançam relativa estabilidade política e desenvolvimento como é o caso da África do Sul, que possui sozinha, 1/5 do PIB de toda a África. O principal bloco econômico é o SADC (Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral),
formado por 14 países, que se firma como o pólo mais promissor do continente. O atraso econômico e a ausência de uma sociedade de consumo em larga escala, colocam o mercado africano em segundo plano no mundo globalizado. O PIB total da África é de apenas 1,9% do PIB mundial e o continente participa de apenas 2% das transações comerciais que acontecem no mundo. Quase 50% dos 924,5 milhões de habitantes da África vivem com menos de 1 dólar ao dia, abaixo do nível de pobreza definido pelo Banco Mundial. E com taxa de analfabetismo superior a 40% (2004).

Esse ai é o estado em que a África se encontra, depois de séculos de exploração pelos colonizadores europeus e vitima do imperialismo norte americano, que tentavam justificar as suas intervenções nesse continente como medida de civilização da população local.

domingo, 1 de março de 2009

Shangri-lá (Paraíso Perdido)


Mais um momento de DIVERSÃO nessas férias, um dos melhores. Esse momento de contemplação foi proporcionado por Edísio (Sensação), Cristiano (Mestre) e Felipe (Sedex), esses indivíduos moram comigo na Residência Universitária da UFBA, foram eles os idealizadores do projeto. Nem sempre cabeça vazia é oficina do diabo.







A parte mais difícil dessa aventura foi por a Balsa no Shangri – lá, lugar paradisíaco que fica nos fundos da Residência Universitária. Nós tínhamos que descer uma escada de infinitos degraus e com um peso de mais de “X” kg. Eu não carreguei nada, estava cansado, fiquei só orientando pra galera não fazer nada errado. (É mentira)!





Porém todo nosso sacrifício valeu apena, apreciar essa paisagem natural, embora eu seja muito mais fascinado pelo o urbano, prédios poluição sonora, pessoas, etc. Às vezes é gratificante ficar em sintonia com a Mãe Natureza.















Bom, a nossa diversão só durou dois dias, pois a nossa balsa foi roubada, é roubada mesmo! Deixamo-la ancorada no nosso shangri-lá, porque era impossível está subindo e descendo com essa embarcação tão pesada. Agente tem quase certeza que foram os Piratas da Gamboa, pois eles passam a todo o momento em “nosso” território marinho. Nem a Guarda Costeira evitou o roubo da nossa amada Balsa.