sábado, 24 de abril de 2010

Tenho raiva de vocês





Não me agrada ter que olhar para vocês, saber que vocês existem, e o pior de tudo é não conseguir abstrair a vossa existência que tanto me desassossega. O descaso de vocês é clichê para mim, eu detesto vocês com todas as minhas forças, queria pulverizar um por um, ainda assim não me sentiria bem, pois só em saber que vocês existem e fizeram o que fez (vem fazendo) isso anula todas as possibilidades de me sentir bem, por completo. Queria não poder alimentar esse rancor que vive em processo de erupção, alimentando minhas ações mais insanas e perversas, que por sua vez, sempre esteve presente em mim, e por culpa de vocês que me fizeram ver, sentir, ouvir e pensar o que não desejava, em essência.

O tempo passa, a vontade cresce e continuo ojerizando vocês, minhas inquietações são expressas e observadas em linhas e feições onde muitas vezes a subjetividade oculta e confunde a real objetividade do que lhes falo. Mas é isso, detesto-os e toda sua conjuntura de falsa devoção “euroessencizada” que nos perturba cotidianamente.

7 comentários:

Macaco Pipi disse...

TÁ PARECENDO UM AMIGO
PAU NA ORELHA

^^Rachel^^ disse...

P/ que tanto ódio??

Raul Eduardo disse...

???

Taysa disse...

Rai ai!

Tah de TPM é?

deh ramos disse...

Eu gosto dos que tem coragem de expor seus descontentamento. Adorei a emoçao do texto.. Bjs

Karla Hack disse...

importante expor-se de vez em quando... ainda que o que se sintanão seja a definição de bom.

LaiStefâni disse...

O blog é um ótimo meio para dizer tantas coisas, né?!
Desde as nossas indignações, até os nossos motivos maiores de sorrisos.
Se "vocês" no texto, significar "pessoas sem coração, desumanas, pessoas que roubam, politicos nojentos, pessoas falsas e 'más'", compartilhamos da mesma indignação. rs
Bom. Você comentou em um texto meu a um tempinho atrás. E, você também sabe escrever. rs
Estou lhe seguindo agora.