domingo, 16 de novembro de 2008

Cabelo da DesgraçaSou e sou filho da mãe África/sinto falta do meu blackao, do cabelo da desgraça. Agora que estou aqui com o meu já trançadinho,Cabelo duro de responsa pronto para o desafio.Junto aos meus parceiros para a guerra no empenho,Enfrentar todo o racista do território brasileiro.Armados da mente aos dentes, guerreiros afro descendentes. Televisão o primeiro alvo o segundo alvo o presidente. Na seqüência dos nossos ataques vem às igrejas evangélicas,Usufruindo o dizimo e prometendo a vida eterna.Jogando o preto contra o preto é você sabe como é:Pastores são os próprios demônios falando mal do candomblé. A guerra esta só no começo, o racismo é o pior dos vírus. Dentro de algumas músicas que merecem o extermínio.(...) nega do cabelo duro que não gosta de pentear, quando passa na Baixa doTtubo o negão começa a gritar: Escova, escova, escova (...). Espere ai, não faça isso!Manda tomar no cú, o Luis Caldas e o Psirico. Invista nas suas tranças, nos tratamentos naturais. Valorize a negritude herança de nossos ancestrais. Colete á prova de balas, racistas: estamos usando. Curando e chamando pra guerra todas as minas e todos os manos. Vamos enfrentar agora a educação racista, não dê boneca branca para sua filha. Não deixe as crianças se viciarem em televisão. Porque o bicho mal e feio que aparece sempre é o negão, eles vão querer ser brancos, não vão se achar bonitos. Porque não são vistos na propaganda da Sorriso. Assim nóis prosseguimos na nossa luta muito árdua. Cidadania e consciência negra são as nossas armas. Da matriarca nação do mundo surgiu a matemática, geometria, medicina e escrita lá também as praticava. Se você insistir em dizer que o preto é burro, vai ter que alguém me segurar se não irei te dar um murro. Sofremos a exploração daqueles branquelos imundos, que pintaram em um quadro um branco com o cabelo liso.Colocaram olhos azuis oh, Jesus Cristo! Branquelo, azedo, daquele jeito? Não acredito. Isso muito importa agora irei pintar o meu quadro. Jesus Cristo para mim é Zumbi reencarnado. A nossa imagem e semelhança com o nariz amassado,Cabelo bom, crespo, dread, trançado ou ouriçado. Agora estou empolgado, Zumbi parece comigo. Nosso espelho está na África, somos negros lindos. Temos a mais bela estética ouviu racista? Vê se pensa. Esses são os nossos traços, foda-se o seu padrão de beleza. Reveja os seus conceitos seus adjetivos já são em vão quando nos chamam de macaco, de preto feio do beição, não sentimos vergonha isso aumenta a nossa auto-estima. Características resistentes ao tempo e ao clima. Orgulhosos somos assim no toque de nossos lábios carnudos.Negros com negras fazem filhos negros formando o exercito maior do mundo.
Aproveita e faz o dowloand

5 comentários:

Isa Dora disse...

Salve Zumbi ^^

Lucas Magno disse...

Valha me tudo

Adorei !!!!

x3 disse...

acho bonito que se orgulha de ser negro e ão esconde suas raizes!

Bruna disse...

belo texto!

Miriã Soares disse...

Racismo ao contrario? se fosse olhar herança de antepassados, não faria outra coisa, afinal como a maioria brasileira, sou multietnica...mas o texto vale como desabafo.